Academia Icoense de Letras é criada durante XV Congresso da Aceji, em Icó

Na noite de abertura do XV Congresso Estadual de Jornalistas do Interior, na última sexta-feira [26], no Teatro da Ribeira dos Icós, foi lançada a pedra fundamental da Academia Icoense de Letras [AIL].

A oficialização da instituição foi feita pelo escritor e membro de Icó na Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará [Almece], Gilson Moreira Costa.

Costa apresentou, na ocasião, sua monografia intitulada “Contribuição francesa na formação cultural do Icó-CE”. Na oportunidade, o articulador do projeto anunciou a Academia Icoense de Letras, que visa homenagear e fomentar as letras em Icó. Inicialmente com previsão de 18 "imortais", a AIL tem previsão de atingir o número máximo de 30 acadêmicos.

Uma comissão provisória foi instalada e irá realizar as atividades até a posse dos membros da AIL. Na presidência, está o historiador Altino Afonso, e na vice-presidência Gilson Moreira. A Mesa Diretora ainda é composta pelo peota Getúlio Oliveira. Na área de publicidade e comunicação foi convidado o jornalista Yuri Guedes, do site Icó é Notícia.

Gilson foi empossado em maio de 2013 na Cadeira nº 58 da Almece, cujo patrono é o município de Icó. Já publicou vários livros,é engenheiro eletrônico e pertence aos quadros da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, como um dos dirigentes da TV do Legislativo e ainda presta consultoria técnica à Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão [Acert] e ao Sindatel.
Publique no Google Plus

Publicado por IN

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Comentar no Site
    Comentar usando o Facebook

0 comentários :